Liberdade

Eu começo essa carta dizendo que só sabemos o valor da liberdade quando a perdemos.
Já passei dias internada e foi horrível, depender de outra pessoa, ter algo me perdendo, a dependência dos remédios, tudo é horrível mas o que realmente me deixava triste era não poder me locomover, não ter o direito de fazer do meu jeito.
Eu estou aqui hoje para contar a minha experiência de ir visitar alguém no presídio.
Carambaaaaaaaa, ninguém está psicologicamente pronto para algo desse tipo, independente de qual presido for, ninguém acorda feliz por ir visitar alguém que ama num lugar assim.
Quando pensava na possibilidade de fazer uma visita ao presídio, eu pensava em algo como ação social e não para encontrar alguém que amo.
O que mais me impressionou foram os muros extremamente altos e as grades , não sei explicar ao certo porque, mas talvez porque essas 2 coisas simbolizem bem uma prisão.
Eu não dormi direito no dia antes, fiquei nervosa demais, fui no banheiro 6x antes de sair de casa e imaginei cenas de novela mexicana, muito choro e tapa.
Mas na verdade eu tive mesmo é que fazer muita força, força para não chorar,' força para não fazer uma loucura, força  para ir embora e deixar meu irmão lá sozinho, durante dias, até que eu voltasse.
De longe foi o que eu imagina.
Mas eu fiquei aliviada, por vê-lo, fiquei mais tranquila por saber que ele não esqueceu de mim e me senti abençoada por saber que meu irmão encontrou Cristo.
E assim acabo essa carta dizendo:
Nunca é o fim e dias melhores e piores virão!
Estou pronta para cada um deles!


Cruz

Já estou crucificada com Cristo, agora vivo não mais eu!

...

Eitaaaa saudade! ❤️


Eu sinto...

Eu sinto falta de ouvir a voz dele, eu gostava quando ele ligava pra mim sem motivo, só pra saber como estava! 

Tempo...

O tempo nunca demorou tanto a passar, como nesses dias...
Enquanto eu quero que ele corra, mas ele insiste em se arrastar...


Te amo. ❤️